21 Novembro, 2017

webmail

Carta aberta de deputados estaduais em apoio à continuidade das obras da UFSM será entregue ao Governo Federal na próxima semana

 
 
A Câmara de Vereadores recebeu, nesta sexta-feira (07), cópia do documento elaborado pelos deputados estaduais Juliano Roso (PCdoB) e Marlon Santos (PDT), subscrito pelos demais 53 parlamentares estaduais, que será encaminhado ao Ministro de Educação, Mendonça Filho. De acordo com Roso, a carta aberta em apoio à continuidade das obras da UFSM em Cachoeira do Sul foi entregue hoje (07) ao reitor da UFSM, Paulo Burmann, que entregará ao Ministro em reunião nesta terça-feira (11).
 
O manifesto em apoio à continuidade das obras do Campus da UFSM em Cachoeira do Sul, resultado do movimento “Somos Todos UFSM”, organizado pela Câmara de Vereadores em março deste ano, traz um relato da estrutura física da universidade e de seu corpo docente, discente e técnico e, por fim, indica as principais necessidades da instituição no município.
 
Para evitar a interrupção de qualquer atividade da UFSM em Cachoeira do Sul, o documento requer do Governo Federal a liberação urgente de R$ 25 milhões para custeio e investimento nas obras e a liberação de 25 códigos de vagas para docentes e de 20 códigos de vagas para servidores técnico-administrativos em educação.
 
“Quando visitamos os 55 gabinetes dos deputados estaduais na Assembleia Legislativa para explicar sobre a situação, todos demonstraram uma grande preocupação com o tema. Embora nem todos puderam vir no movimento Somos Todos UFSM, sabemos que estão engajados com nossa comunidade nessa luta. Acredito que logo teremos respostas positivas”, destacou o presidente da Câmara, vereador Paulão Trevisan (PDT).