19 Agosto, 2017

webmail

Prefeito e vereadores discutem PL que autoriza Prefeitura a contrair empréstimo para compra de maquinários

 
 
O prefeito Sérgio Ghignatti, acompanhado de seu vice Cleber Cardoso e da Secretária da Fazenda, Viviane Santana Dias, esteve na Câmara de Vereadores, na tarde desta segunda-feira (17), para conversar com os vereadores sobre um projeto de lei protocolado na última sexta-feira (14) na Casa. O PL autoriza a Prefeitura a contrair empréstimo de R$ 4 milhões junto ao Badesul para compra de maquinários e equipamentos rodoviários.
 
Dentre os maquinários que o Executivo necessita, Ghignatti indicou a aquisição de caminhão prancha, patrolas, caçambas e tratores.  “Nossa frota está muito ruim. Estamos gastando muito em manutenção”, disse.
 
Os vereadores, que apresentam semanalmente diversos pedidos de providências solicitando melhorias em estradas e vias da cidade e do interior, aprovaram a destinação do recurso. “Esse é o dinheiro mais bem investido que tem. Chegou a hora de atender bem o homem do campo”, defendeu Paulão.
 
Em razão da discussão em torno da escolha do maquinário, o vice-prefeito e secretário de Obras, Cleber Cardoso, acertou com os parlamentares de enviar a lista de máquinas que o Executivo possui e a sugestão de compra com o empréstimo. Posteriormente à aprovação do PL, os vereadores irão apresentar uma indicação ao Executivo com a relação das máquinas que acreditam serem prioridades para aquisição.
 
Tramitação
 
Para analisar todos os dados do PL, os vereadores acordaram em votar a matéria na próxima sessão ordinária (24). A secretária da Fazenda prometeu aos parlamentares que irá encaminhar, no decorrer da semana, uma simulação dos valores mensais e o prazo que o Município terá para quitar o empréstimo.
 
Presenças
 
Além do prefeito, do vice-prefeito e da secretária da Fazenda, a reunião contou com a presença dos vereadores Paulão Trevisan (PDT), Igor Noronha (PMDB), Marcelinho da Empresa (PP), Gilmar Dutra (PRB), Telda Assis (PT), Jeremias Madeira (PDT), Azevedo da Susepe (PPS), Jorginho Fialho (PRB), Itamar Luz (PSDB) e Luis Paixão (PP).