23 Outubro, 2017

webmail

Empresário Alexandre Schmachtenberg é o novo cidadão honorário de Cachoeira do Sul

 
 
Na noite desta quinta-feira (27), o empresário Alexandre Eduardo Schmachtenberg recebeu da Câmara de Vereadores o título de cidadão honorário de Cachoeira do Sul. A homenagem foi requerida no ano passado pelo então vereador Edson Richa (PP) e aprovada de forma unânime pelos vereadores da Legislatura.
 
Nascido em abril de 1969 no município de Candelária, Alexandre Schmachtenberg iniciou a sua carreira profissional aos 16 anos na empresa de seu pai e aos 31 anos passou a ser franquiado da Rede Super, instalando duas filiais em Cachoeira do Sul.  “Muito me honra o título de cidadão honorário desta cidade que me acolheu tão bem. Para mim, é um privilégio poder trabalhar e conviver nessa comunidade. Em setembro deste ano, completaremos sete anos em Cachoeira. Iniciamos nosso trabalho com 70 colaboradores e hoje contamos com 351. Espero que nossa empresa contribua sempre para o desenvolvimento do município, direta ou indiretamente”.
 
Em seu pronunciamento, o empresário recordou a história do empreendimento no município. “Lembro-me da minha primeira visita a Cachoeira do Sul. Ao passearmos pelo centro da cidade nos deparamos com um prédio de tamanho considerável fechado e o espírito empreendedor aflorou e disse à minha esposa: ‘já imaginou essa esquina toda amarela, que beleza iria ficar?’. Cinco anos depois da inauguração da primeira filial na Rua Ernesto Alves passamos a ter um problema, mas era um problema bom. A estrutura montada tinha ficado pequena para tanta demanda e a única saída era fazer um novo Super. Levamos dois anos à espera do ponto que considerávamos ideal e quando chegou a hora de fazer o investimento veio a crise que assustou os brasileiros. Foi quando me reuni com minha esposa e minha irmã, que são minha sócias, e disse: ‘com o movimento que temos não podemos temer a crise’. Foi assim que nasceu a loja da Avenida Brasil”.
 
Ao final de seu manifestação, Schmachtenberg reafirmou sua confiança na cidade. “Se na minha caminhada novas oportunidades de negócios surgirem, podem ter a certeza de investirei aqui novamente, pois acredito na força do comércio local e principalmente acredito nas pessoas dessa cidade, que sempre acolhem pessoas e empresas, com o desejo de que a cidade se desenvolva cada vez mais”, disse.